Colégio Universitário - Educação infantil, ensino fundamental e médio

Área restritaClique aqui para acessar
Universitário: 48 anos de amor à educação
 
Falar do Colégio Universitário é falar da história da educação em Londrina, pois os proprietários sempre foram educadores, presentes no dia a dia do Colégio e comprometidos com a formação integral do aluno.
 


Tudo começou em meados de 1969, quando um grupo formado por 13 professores e estudantes de medicina firmou sociedade e alugou três salões na Rua Sergipe, em frente à antiga rodoviária. Ali, em agosto do mesmo ano, começou a funcionar um curso preparatório para os vestibulares de medicina e odontologia (mais disputados da época), o Curso Universitário.
 
Entre esses jovens empreendedores, três visualizaram um sonho maior para aquele curso. Uniram-se, anos mais tarde, a um quarto sócio e começaram a traçar um caminho de sucesso.
 
Em 1973, o sonho do Curso Universitário ficou ainda maior: oferecer uma escola de 2º grau que capacitasse o aluno para o ensino superior sem ter de fazer cursinho.
 
Foi quando o Universitário assumiu a administração de um colégio de Londrina, ganhando com isso valiosa experiência que seria bem utilizada a seguir. Nesse mesmo ano, a maioria dos precursores da escola da Rua Sergipe havia concluído seus cursos de Medicina, passando a dedicar-se então à sua nova profissão.
 
Os sócios que permaneceram, todos ligados à área de ensino, alteraram a denominação do grupo para Grupo Educacional Universitário (GEU), tendo à direção os professores Alderi Luiz Ferraresi, Manuel Joaquim Gonçalves Alves Machado (o Professor Machadão), Water Okano e Wilson Marvulle.
 
Em 1976, os quatro sócios assumiram o controle pedagógico de outro tradicional colégio de Londrina, que na época, estava prestes a encerrar suas atividades por falta de alunos. A injeção de ânimo, nova filosofia de trabalho e muita competência permitiram que em menos de dois anos, o colégio se tornasse o maior da cidade.
 
A partir de 1978, passou também a trabalhar com o ensino fundamental, completando assim o ciclo necessário para conduzir o aluno da sua entrada na escola até os bancos das universidades.
 
Em 1988, o Universitário perdeu o diretor do Ensino Fundamental, Manuel Joaquim Gonçalves Alves Machado (professor Machadão), que foi substituído na sociedade e no cargo por seu filho, Manuel Gonçalves Sousa Machado (o Machadinho).
 
Ocupando atualmente o cargo de Diretor de Marketing, Machadinho começou a trabalhar no colégio em 1980, como professor e coordenador do Ensino Médio noturno e das filiais que mantinham em Cambé, Rolândia e Arapongas. Ele relembra com orgulho que fez parte da primeira turma do Universitário a concluir o colegial, em 1973.
 
Em 1990, o grupo, se sentindo maduro e suficientemente preparado, parte para a criação de um colégio plenamente próprio. Para tanto, a diretoria do Universitário alugou as instalações do Instituto Politécnico de Londrina (Ipolon), que tinha cursos apenas no período noturno. Com isso, o Ipolon foi revigorado e o Universitário conquistou uma sede própria.
 
A sede própria, no entanto, era ainda uma instalação provisória. Mas foi a partir dela que o desejo de construir um colégio, onde coubessem todos os elementos de um espaço de ensino modelo, nasceu e foi impulsionado.
 
A construção da sede própria foi iniciada em 1995, sendo o Bloco A concluído em 1997, quando as turmas do Ensino Fundamental já passaram a se utilizar das novas instalações.
 
O Bloco B, destinado às turmas de primeiro e segundo anos do Ensino Médio foi concluído e passou a ser utilizado em 1999.
 
O Bloco C, destinado às turmas de Terceirão e Cursinho Pré-vestibular ficou pronto e passou a ser utilizado em 2002.
 
E por fim, o Bloco D, destinado à utilização da Educação infantil, o Unikids, ficou pronto em 2006.
 
Em janeiro de 2011, o Universitário perdeu mais um sócio fundador, o professor Water Okano. Seu lugar, na diretoria da escola, foi ocupado pela sua filha Waldeliz Maria Okano, que já trabalhava na escola, como professora e coordenadora há 26 anos.
 
E por fim, em novembro de 2011, o professor Alderi Luis Ferraresi se retirou da sociedade, sendo as suas cotas adquiridas igualmente pelas famílias Machado, Marvulle e Okano.
 
Hoje, 48 anos depois, o Colégio Universitário de Londrina é referência em ensino de qualidade, além de ser considerado como um dos maiores complexos educacionais do sul do país. O Universitário está entre os melhores colégios de Londrina e região.
 
Atualmente, o Conselho Administrativo do Colégio Universitário é composto pelos seguintes diretores: Manuel Machado, Renato Alexandre Marvulle, Ricardo Jorge Rocha Pereira, Waldeliz Okano e Wilson Marvulle.